Quando a mania de morder objetos pode virar problema?

Para evitar que o problema se agrave, o ideal é fazer um tratamento multidisciplinar, com dentista, fisioterapeuta e psicólogo.

Até que ponto a mania de morder objetos pode virar um problema? Morder objetos é um hábito parafuncional que causa muitas complicações nos dentes e na articulação temporomandibular.

Esse hábito pode provocar alguns problemas, como desgaste dos dentes (podendo até quebra-los), bruxismo, desgaste articular inflamatório, dor de cabeça e estalo nas articulações.

A mania de morder começou ainda na infância da relações públicas Carla Farias. Hoje ela tem 26 anos e não consegue se concentrar sem levar algo à boca. “Pego o que estiver perto, o que estiver na minha mão. Caneta, pente, capinha de celular”.

Ela já sofre com os efeitos. “Tenho bastante desgaste e tenho muita sensibilidade. Tenho bruxismo, o dente dói quando mordo porque fico tanto tempo fazendo força que tem dia que abro a boca e já está doendo”, conta.

Mesmo com o incômodo, ela nunca procurou um tratamento. Para evitar que o problema se agrave, o ideal é fazer um tratamento multidisciplinar, com dentista, fisioterapeuta e psicólogo.

Compulsão ou mania?
Morder objetos pode ser uma mania ou compulsão. A compulsão é quando foge ao controle da pessoa. Ela sente urgência, obrigação e necessidade de fazer aquilo. Já a mania é um comportamento repetitivo, mas não causa sofrimento, prejuízo e a pessoa está, de certa forma, no controle.

 

Fonte: Bem Estar

Siga-nos e curta: