Gratidão: um grande benefício à saúde da mente

Expressar agradecimento pode ser uma das maneiras mais simples de se sentir melhor.

A palavra gratidão deriva da palavra latina gratia, que significa graça, graciosidade ou gratidão (dependendo do contexto). De certa forma, a gratidão abrange todos esses significados. A gratidão é uma apreciação agradecida pelo que um indivíduo recebe, seja tangível ou intangível.

“Com gratidão, as pessoas reconhecem a bondade em suas vidas. ”
No processo, as pessoas geralmente reconhecem que a fonte dessa bondade está pelo menos parcialmente fora de si. Como resultado, a gratidão também ajuda as pessoas a se conectarem com algo maior que elas como indivíduos – seja com outras pessoas, natureza ou um poder superior.

Na pesquisa de psicologia positiva, a gratidão está fortemente e consistentemente associada a uma felicidade maior.

“A gratidão ajuda as pessoas a sentir emoções mais positivas, saborear boas experiências, melhorar sua saúde, lidar com as adversidades e construir relacionamentos fortes.”
As pessoas sentem e expressam gratidão de várias maneiras. Elas podem aplicá-las ao passado (recuperar lembranças positivas e agradecer por elementos da infância ou bênçãos do passado), ao presente (não tendo a boa sorte como certa) e ao futuro (mantendo uma atitude esperançosa e otimista). Independentemente do nível inerente ou atual da gratidão de alguém, é uma qualidade que os indivíduos podem cultivar com sucesso.

Pesquisa sobre gratidão
Dois psicólogos, Robert A. Emmons, da Universidade da Califórnia, Davis, e Michael E. McCullough, da Universidade de Miami, fizeram muitas pesquisas sobre gratidão. Em um estudo, eles pediram a todos os participantes que escrevessem algumas frases por semana, concentrando-se em tópicos específicos.

Um grupo escreveu sobre coisas pelas quais se sentiam gratos que ocorreram durante a semana. Um segundo grupo escreveu sobre irritações diárias ou coisas que os desagradavam, e o terceiro escreveu sobre eventos que os afetaram (sem ênfase em serem positivos ou negativos). Após 10 semanas, aqueles que escreveram sobre gratidão ficaram mais otimistas e se sentiram melhor com suas vidas. Surpreendentemente, eles também se exercitaram mais e tiveram menos visitas a médicos do que aqueles que se concentraram em fontes de agravamento.

Outro pesquisador líder nesse campo, o Dr. Martin E. P. Seligman, psicólogo da Universidade da Pensilvânia, testou o impacto de várias intervenções de psicologia positiva em 411 pessoas, cada uma comparada com uma tarefa de escrever sobre memórias antigas. Quando a tarefa da semana era escrever e entregar, pessoalmente, uma carta de gratidão a alguém que nunca havia sido devidamente agradecido por sua gentileza, os participantes imediatamente demonstraram um grande aumento nos índices de felicidade. Esse impacto foi maior que o de qualquer outra intervenção, com benefícios que duraram um mês.

Certamente, estudos como este não podem provar causa e efeito. Mas a maioria dos estudos publicados sobre esse tópico apóia uma associação entre gratidão e bem-estar de um indivíduo.

Outros estudos analisaram como a gratidão pode melhorar os relacionamentos. Por exemplo, um estudo de casais descobriu que os indivíduos que se dedicaram a expressar gratidão pelo parceiro não apenas se sentiram mais positivos em relação à outra pessoa, como também se sentiram mais à vontade para expressar preocupações sobre o relacionamento.

“Os gerentes que se lembram de dizer “obrigado” às pessoas com as quais trabalham, perceberão que esses funcionários se sentem motivados a trabalhar mais. ”
Pesquisadores da Wharton School da Universidade da Pensilvânia dividiram aleatoriamente seus captadores de recursos em dois grupos. Um grupo fez telefonemas para solicitar doações de ex-alunos da mesma maneira que sempre fizeram. O segundo grupo – designado para trabalhar em outro dia – recebeu uma palestra animada do diretor de doações anuais, que disse aos captadores que estava agradecida por seus esforços. Durante a semana seguinte, os funcionários da universidade que ouviram sua mensagem de gratidão fizeram 50% mais chamadas de captação de fundos do que aqueles que não ouviram.

Existem algumas exceções notáveis aos resultados geralmente positivos em pesquisas sobre gratidão. Um estudo descobriu que as mulheres de meia-idade divorciadas, que mantinham diários de gratidão, não estavam mais satisfeitas com suas vidas do que aquelas que não mantinha diário algum. Outro estudo constatou que crianças e adolescentes que escreveram e entregaram uma carta de agradecimento a alguém que fez a diferença em suas vidas podem ter deixado a outra pessoa mais feliz – mas não melhoraram seu próprio bem-estar. Esse achado sugere que a gratidão é uma conquista associada à maturidade emocional.

Maneiras de cultivar gratidão
A gratidão é uma maneira de apreciar o que se tem, em vez de sempre buscar algo novo na esperança de se tornar mais feliz ou pensar que não pode se sentir satisfeito até que todas as necessidades físicas e materiais sejam atendidas. A gratidão ajuda a se concentrar no que se tem e não no que falta. E, embora possa parecer artificial a princípio, esse estado mental se fortalece com o uso e a prática.

Aqui estão algumas maneiras de cultivar gratidão regularmente.

Escreva uma carta de agradecimento

Você pode se sentir mais feliz e nutrir seu relacionamento com outra pessoa escrevendo uma carta de agradecimento, expressando sua satisfação e apreciação pelo impacto dessa pessoa em sua vida. Envie, ou melhor ainda, entregue e leia, pessoalmente, se possível. Crie o hábito de enviar pelo menos uma carta de gratidão por mês. De vez em quando, escreva uma para si mesmo.

Agradeça a alguém mentalmente

Não tem tempo para escrever? Então, separe alguns minutos e apenas pense em alguém que fez algo de bom por você e agradeça, mentalmente, ao indivíduo.

Mantenha um diário de gratidão

Crie o hábito de anotar ou compartilhar com seus entes queridos os pensamentos sobre os presentes que você recebe todos os dias.

Conte (numere) suas bênçãos

Escolha um horário toda semana para sentar e escrever sobre suas bênçãos – refletindo sobre o que deu certo ou o que você agradece. Às vezes, ajuda a escolher um número – como três a cinco coisas – que você identificará a cada semana. Ao escrever, seja específico e pense nas sensações que sentiu quando algo de bom aconteceu com você.

Orar

Pessoas religiosas podem usar a oração para cultivar gratidão.

Meditar

A meditação da atenção plena envolve focalizar o momento presente sem julgamento. Embora muitas vezes as pessoas se concentrem em uma palavra ou frase (como “paz”), também é possível se concentrar no que você agradece (o calor do sol, um som agradável etc.).

***

Artigo originalmente publicado no site da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard livremente traduzido e adaptado por Mariana França.

Fonte: bemdoestar.org

Siga-nos e curta: