Fibromialgia: o impacto no sono

Voce já ouviu falar em fibromialgia? Ela foi um dos assuntos mais comentados pela mídia na semana passada após a cantora Lady Gaga cancelar sua apresentação no Rock in Rio por causa da doença.

Mas do que se trata? Esse transtorno gera muito sofrimento e até mesmo incapacitação temporária, uma vez que, é caracterizado por dor musculoesquelética em várias regiões do corpo, rigidez muscular, fadiga crônica, maior sensibilidade, dores de cabeça e também distúrbios do sono.

Os portadores de fibromialgia tem queixas como cansaço, apresentando insônia, sono não reparador e outras alterações como problema de memória, concentração, síndrome das pernas inquietas e apneia obstrutiva do sono, por exemplo.

Além de tudo, o sono de má qualidade reduz a tolerância a dor, piorando muito a qualidade de vida desse grupo de pessoas. Por vezes, os sintomas iniciais podem se apresentar com queixas relacionadas ao sono, além da dor. Estes pacientes necessitam de acompanhamento com especialistas na área do sono e clínica da dor.

Entrevista para TV Alepi sobre Fibromialgia:

Siga-nos e curta: